#133 – Vem para o meio

Publicação: 16 de outubro de 2014

capa_devocional_diario_01

Graça e Paz da parte de Deus nosso Pai e de Jesus Cristo nosso Senhor!

 

Marcos 3

1 E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada.
2 E estavam observando-o se curaria no sábado, para o acusarem.
3 E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio.
4 E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se.
5 E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra.

 

Ontem ocorreu-me um fato engraçado que inspirou esta mensagem. Fui colar um objeto com aquela cola “Super Bonder” e uma parte da cola escorreu em meus dedos. Sendo uma cola de secagem instantânea, logo meus dedos formaram uma casca muito grossa devido a secagem da cola. Aí ao tomar banho pensei “imagina se fosse sair com uma garota, com a mão assim, parecendo uma lixa. Como iria segurar na mão dela?” É engraçado o pensamento e o fato (você pode sim me considerar atrapalhado), mas lembrei-me desta história que Marcos nos relata. Um homem que tinha uma das mãos mirradas, atrofiadas. Aí pensemos em quantas oportunidades já não lhe tinham sido fechadas por causa daquela mão mirrada? Quantas mãos não se recusaram a estender-se a ele? Imagine qual moça de Israel gostaria de passear de mãos dadas com um homem da mão atrofiada?

 

A bíblia diz que aquele homem estava num canto da sinagoga. Ele estava acostumado a isso. A ser escanteado. A viver jogado pelos cantos da vida. Viver uma vida marginal. Mas Jesus o chama para o meio. O detalhe em seu corpo que fazia com que lhe desconsiderassem, Jesus queria trazer para o meio. Jesus quis lhe inserir no centro de Sua vontade. É para poucos um milagre tão grande. Imagine você ter hoje uma mão atrofiada e amanhã acordar com ela sã. Qual diferença, qual testemunho isso lhe traria. Agora se imagine nos anos de atrofia, de humilhação, desprezo, piadas e comentários maldosos. Para se viver um milagre deste porte, o preço a ser pago é muito alto. Creio que ninguém optaria, escolheria essa “dádiva” se nos fosse possível. Melhor viver uma vida sã sempre. Somos acomodados e graças a Deus neste caso. Mas aquele homem precisava ser trazido para o meio, ele carecia que alguém lhe mandasse fazer o caminho inverso. Estava sempre indo do meio para o canto, mas Jesus o manda vir do canto para o meio. E isto no sábado!

 

Jesus quer curar nossas atrofias. Aquilo que nos é motivo de vergonha, de desprezo, de maldição, Jesus quer tornar motivo de glória, da glória de Deus. Talvez nunca tivestes uma parte do corpo atrofiada, mirrada, uma séria doença, mas a ausência, a dificuldade pessoal, familiar, sentimental, financeira, etc. tem feito com que muitos nos marginalizem. Mas Ele nos chama para o meio. Para o centro de Sua vontade, para viver.

 

O Seu desígnio. Ainda que os homens tenham dado o decreto estejam prontos a acusar, Ele quer nos pôr no meio. E se é necessário enfrentar as tradições humanas e os julgamentos, Ele o fará por nós. Ele já fez algo muito mais difícil e doloroso por nós. Aliás, Ele faz tudo por mim e por você.

 

Vem para o meio…

 

Obs. Meus dedos já estão descolados rsrs

 

Do marinheiro de primeira viagem

 

 

Soli Deo Gloria!

@sigaomarinhero

 

 

Entre em Contato com Nossa Equipe:

Ouça: PodCast

Siga: http://www.twitter.com/sigaodiario

Comunique: contato@diariodebordo.net.br

Navegue: http://www.diariodebordo.net.br

Curta: http://www.facebook.com/sigaodiario



Gostou do artigo ou tem algum ponto de vista diferente?

Deixe seu comentário e compartilhe em suas redes sociais.


Este artigo tem: 0 Comentários

Deixe o seu comentário, preenchendo o formulário abaixo!







  • Cadastrar Email

    Assine nossa Newletter


    Facebook

    Google +

  • TWITTER

    Siga nosso Twitter

    AMIGOS