#304 – A maior alegria

Publicado em 21 de setembro de 2015

Graça e paz seja da parte de Deus nosso Pai e de Jesus Cristo

 

 

Lucas 10

17 E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.
18 E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.
19 Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.
20 Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.

 

 

 

Amados. Ao envio de Jesus, saíram os discípulos a realizar a obra que lhes fora incumbida. Voltaram alegres e cheios de espanto com o que em nome de Jesus realizaram. O mestre porém os orienta sobre o que de fato é importante na casa e na obra de Deus. Não é o que fazemos, não é o que temos a oferecer: é o que recebemos… E mais maravilhoso: não são os dons pessoais, que nos são dados com diferentes propósitos, mas sim o dom supremo, aquilo que não alcançaríamos por mais que buscássemos ou fizéssemos, mas simplesmente por graça divina e em igual medida a todos. Ninguém é mais salvo que outro, ou está mais perto da salvação que o irmão.

 

 

 

Mostra-nos uma grande lição este texto: de que se queremos nos alegrar em algo, nos “vangloriar” por algo, não é por nossos talentos e dons, porque estes são vãos e passageiros, mas como diz Paulo “gloriemo-nos na cruz de Cristo”, porque o nosso nome está escrito lá, e não com a nossa letra, mas com as mãos furadas do carpinteiro de Nazaré, e escritas com sangue!

 

 

Do marinheiro de primeira viagem

 

 

Soli Deo Gloria!

@leandrobizaio

 

 

Entre em Contato com Nossa Equipe:

Ouça: PodCast

Siga: http://www.twitter.com/sigaodiario

Comunique: contato@diariodebordo.net.br

Navegue: http://www.diariodebordo.net.br

Curta: http://www.facebook.com/sigaodiario

O Marinheiro
O Marinheiro
Devoto de São Marcos, O Marinheiro de Primeira viagem busca sempre dentro de um tom crítico e contestador encontrar a vontade e a verdade de Deus nas atitudes e palavras, ditas num púlpito ou não. Questionador por natureza sem nenhuma resposta que não as Escrituras que falam por si

PLAYLIST PODCAST

PARTICIPANTE POR EPISÓDIO

CATEGORIAS